Estado segue com pagamento de auxílio de R$ 500 para trabalhadores autônomos

Nesta segunda-feira (5), abrem novas inscrições para as seguintes categorias: barbeiros, cabelereiros, esteticistas, manicures, pedicures e maquiadores

05/04/2021 11h49 - Atualizada em 05/04/2021 12h58
Por Giovanna Abreu (SECOM)

“Esse auxílio veio em uma excelente hora. Desde o início da pandemia da Covid-19, vivemos uma redução substancial nos nossos ganhos e estamos correndo atrás do nosso pão de cada dia. Considero essa iniciativa como uma grande benção nas nossas vidas. Estamos todos lutando para dar melhores condições para as nossas famílias”, afirma o DJ Edigar Freire, um dos profissionais autônomos contemplados com o auxílio emergencial de R$ 500, medida que integra o pacote econômico garantido pelo Governo do Estado.

Desde o dia 1º de abril, o Banco do Estado do Pará (Banpará) cumpre o calendário de pagamento do auxílio emergencial, no valor de R$ 500, para trabalhadores autônomos afetados pelas medidas restritivas exigidas pela pandemia do novo coronavírus.

A titular da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Úrsula Vidal, explica que a lentidão do governo federal na compra e envio de vacinas para os estados brasileiros tem prejudicado o setor cultural de maneira muito cruel. As medidas restritivas necessárias no combate à doença afetam fortemente o segmento da música, principalmente, os profissionais que vivem de shows em bares e casas noturnas.

“Já executamos R$ 72 milhões em auxílio emergencial e fomento para mais de 3 mil projetos de 19 linguagens e expressões artísticas contemplados com os recursos da Lei Aldir Blanc. Agora, o Governo do Estado empreende um esforço adicional para garantir este auxílio de R$ 500 para músicos e técnicos, demonstrando, mais uma vez, que a cultura está no radar de prioridades desta gestão”, assegura a secretária da Secult.

De acordo com Carlos Ledo, titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), o auxílio permite que diferentes categorias de trabalhadores afetadas pela crise econômica consigam ter uma fonte de renda neste momento difícil. “Essa medida está beneficiando uma grande parte da população de todas as regiões do Estado. Considero como uma iniciativa fundamental para continuar estimulando a economia paraense”, ressalta.

Dentre os profissionais contemplados por este auxílio estão as seguintes categorias: instalador de som em aparelhagens, DJ (disk jockey), assistente de palco (roadie), operador de áudio, técnico de iluminação, músico intérprete; educador físico, garçom, guia de turismo, barbeiro, cabelereiro, esteticista, manicure/pedicure e maquiador.

Para conferir se foi contemplado, basta acessar o site do Renda Pará

DOCUMENTAÇÃO

O RG,  CPF e Comprovante de Residência (originais e cópias) são exigidos para todas as categorias. Os guias de turismo também precisam apresentar o Comprovante de Cadastro no Cadastur (originais e cópias) e os educadores físicos, o Diploma de Conclusão do Curso de Ensino Superior (originais e cópias).

NOVAS INSCRIÇÕES

O Governo do Estado abre, nesta segunda-feira (5), novas inscrições para o auxílio emergencial de R$ 500 para as seguintes categorias profissionais: barbeiros, cabelereiros, esteticistas, manicures, pedicures e maquiadores. São disponibilizadas 20 mil novas inscrições através dos sites da Sedeme, Banpará e Seaster.