Governo atualiza bandeiramento da Região Metropolitana e anuncia mais de 200 novos leitos para Covid-19 no Estado

Região Metropolitana I, composta por cinco municípios, sairá do lockdown na próxima segunda-feira (29)

27/03/2021 15h21 - Atualizada em 27/03/2021 16h39
Por Barbara Brilhante (PGE)

O governador Helder Barbalho ao lado dos demais prefeitos da região metropolitanaA partir das 21h da próxima segunda-feira (29), os municípios da Região Metropolitana I (Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara) avançam ao bandeiramento vermelho, mas ainda cumprirão medidas restritivas até nova avaliação do Comitê Técnico e Científico liderado pela Secretaria de Saúde (Sespa). Nesses municípios também permanecerá o horário restrito para circulação de pessoas, que é de 21h às 5h, por isso, o retorno das atividades não essenciais será na terça-feira (30), a partir das 5h.

Veja mais fotos do pronunciamento.

A atualização no bandeiramento foi anunciada pelo governador Helder Barbalho na manhã deste sábado (27), durante pronunciamento transmitido ao vivo pelas redes sociais do governo do Estado, TV Cultura e pelo portal Agência Pará. Reveja:

Ao fazer o comunicado, Helder Barbalho estava acompanhado pelos prefeitos Edmilson Rodrigues, de Belém; Daniel Santos, de Ananindeua; Luziane Solon, de Benevides; Patrícia Mendes, de Marituba, e Marcus Leão, de Santa Bárbara do Pará, além do secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, e do reitor da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Marcel Botelho. 

“Passadas duas semanas desta medida fundamental para diminuir a exposição ao vírus, junto a todos os prefeitos, a partir de reunião com o Comitê Técnico e Científico, com o assessoramento da UFRA que, há um ano, vem utilizando de ferramentas de inteligência e dados estatísticos, dialogando com diversos agentes e atores que compõem os poderes constituídos do nosso Estado,nós avançaremos para retornar ao bandeiramento vermelho”, reforçou o governador do Estado.

Medidas atualizadas

Fica permitido a partir da próxima terça-feira (30), o funcionamento de academias de ginástica e estabelecimentos afins até às 20h, não estando autorizadas atividades coletivas; shoppings centers reabrem das 11h às 20h, com exceção das praças de alimentação, que fecharão 18h; comércios de rua terão expediente reduzido, das 9h às 17h; restaurantes e estabelecimentos similares ficarão abertos somente até 18h.

Na ocasião, o chefe do Executivo Estadual também anunciou ponto facultativo na próxima quinta-feira (01) e reforçou que praias, clubes e balneários seguirão fechados nos feriados, sextas e segundas-feiras, além de sábados e domingos.

Marcel Botelho, reitor da Ufra“A pandemia se apresenta em momentos diferentes nas diferentes regiões do Estado. A Região Metropolitana tende à estabilização dos casos e, com os fatores que estão sendo utilizados, há uma queda prevista para as próximas semanas. Ao contrário de outras regiões, como a Nordeste, do Araguaia, do Xingu e de Carajás, que apresentam uma tendência de alta de casos. Vale destacar o Baixo Amazonas, que já passou pelo pico e, nesse momento, apresenta queda”, explicou Marcel Botelho, reitor da UFRA.

Após o feriado da Semana Santa, a partir do próximo dia 05, fica autorizado o retorno das aulas presenciais na rede particular de ensino, ainda em caráter híbrido, priorizando sempre o ensino remoto. Permanecem fechados, no entanto, bares, casas de show e estabelecimentos similares, além de cinemas e teatros.

Governador Helder Barbalho

“Estão saindo do lockdown, neste momento, os municípios da RM I, porém, por iniciativa das prefeituras, com o apoio e a concordância do Governo do Estado, outros 17 municípios, em diversas regiões do Estado, compreenderam e tomaram a decisão de manter o lockdown. Para que não haja interpretação diferente, quando falamos em suspensão de lockdown, estamos nos referindo aos municípios da Região Metropolitana. Nos demais, de acordo com os decretos municipais, continuarão valendo as medidas”, complementou Helder Barbalho.

Novos leitos

Ainda durante o pronunciamento, Helder Barbalho lamentou os 10.192 óbitos provocados pela Covid-19 no Pará, registrados pela Sespa até este sábado (27), e anunciou a abertura de mais 200 novos leitos exclusivos para o tratamento da doença em todo o Estado.

“Me solidarizo com todas as famílias que perderam entes queridos neste um ano de luta pela vida. Lamentavelmente, chegamos a um número dramático no Brasil, com os mais de 307 mil óbitos”, disse.
Neste momento, o sistema estadual possui um total de 1.884 leitos exclusivos, sendo 1.227 clínicos e 657 de UTI. “Estamos ampliando esta oferta, o que reforça a estratégia de, gradativamente, podermos fazer o desmame do distanciamento social. Amanhã (dia 28), estaremos abrindo mais 50 leitos clínicos no Hospital Regional de Castanhal”, anunciou o governador.

Além disto, também reforçou que foram abertos, na sexta-feira (26), 21 leitos clínicos no Hospital Regional de Redenção, no sul do Pará. Na próxima segunda-feira (29), serão entregues 12 leitos clínicos no Hospital Regional do Sudeste, em Marabá e, na terça-feira (30), mais 10 leitos clínicos no Hospital Regional de Breves, no Marajó.

No nordeste paraense, o Estado abriu 30 novos leitos clínicos na última quinta-feira (25), no Hospital Geral de Bragança. Ainda para o município, serão entregues, na segunda-feira (29), mais 15 leitos clínicos no Hospital das Clínicas e outros 10 de UTI no Hospital Santo Antônio Maria Zacarias, na próxima quarta-feira (31).

Em Belém, a partir de segunda-feira (29), serão disponibilizados 20 novos leitos de UTI e 75 clínicos no Hospital Abelardo Santos, em Icoaraci, e outros 10 leitos de UTI no Hospital de Campanha do Hangar.
“Já havíamos feito a ampliação, na semana passada, para a Região do Xingu. Abrimos 11 leitos de UTI no Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira, e já estamos em operação com todo o Hospital Regional do Tapajós, a ampliação também da cobertura em Santarém e em Juruti, para o Baixo Amazonas e para a Calha Norte. São os esforços para garantir a oferta de leitos por todo o Pará”, complementou o chefe do Executivo.

Auxílio financeiro

Em relação aos programas assistenciais, Helder Barbalho ressaltou que o Governo do Estado implementou o maior pacote de benefícios tributários de todo o Brasil, com investimento de R$ 500 milhões de recursos próprios para ajudar quem está sofrendo neste momento de pandemia.

Por meio do Fundo Esperança, o Governo do Estado disponibilizou R$ 150 milhões para micro e pequenos empreendedores. Entre os dias 17 e 25 de março, foram liberados R$48.400.797,22 para 16.507 pessoas físicas e jurídicas.

Da mesma forma, à segunda etapa do Renda Pará, foram disponibilizados R$ 100 milhões, que já começaram a ser repassados às famílias beneficiárias do Bolsa Família. São, ao todo, 1 milhão de famílias. Até o momento, o programa já liberou R$ 30 milhões para 308.328 beneficiários.

Em parceria com a Prefeitura de Belém, o Estado investiu cerca de R$ 60 milhões ao programa Bora Belém que, até o momento, já realizou o pagamento a 101 pessoas, liberando pouco mais de R$ 45 mil.

Através do benefício emergencial do Estado de R$ 500, serão liberados outros R$ 60 milhões. Para a 1ª categoria (instaladores de som em aparelhagens, Djs, assistentes de palco, operadores de áudio, técnicos de iluminação e músicos intérpretes), com inscrições realizadas no último dia 25, serão disponibilizados R$ 20 milhões.

Ao todo, o programa recebeu 40 mil cadastros e repassará R$ 20 milhões em benefícios; para a 2ª categoria (educadores físicos, garçons e guias de turismo), com inscrições realizadas na sexta-feira (26), o Estado disponibilizará mais R$ 20 milhões.

Para a 3ª categoria (barbeiro, cabelereiro, esteticista, manicure/pedicure, e maquiador), as inscrições iniciam neste domingo (28), a partir das 9h. Serão investidos mais R$ 20 milhões ao setor. Para se inscrever, é necessário acessar os sites um dos sites seguintes: do Banpará; da Sedeme; da Secult; ou da Seaster.

Vacinação

De acordo com o governador do Estado, a previsão é que, no decorrer da próxima semana, todos os 144 municípios paraenses iniciem a vacinação de pessoas com 60 anos, garantindo o avanço na estratégia de proteção imunológica.

Helder Barbalho reforçou, ainda, que o governo estadual encaminhou, na sexta-feira (26), outras 150 mil doses de vacinas às 139 cidades do interior do Pará, o que fará com que estas regiões consigam chegar à vacinação de pessoas de até 64 anos, ainda neste final de semana.