Pará intensifica vacinação e idosos com 60 anos são imunizados contra Covid-19 em Ananindeua

Município da Região Metropolitana de Belém foi o primeiro no Pará a imunizar pessoas dessa faixa etária

25/03/2021 13h04 - Atualizada em 25/03/2021 15h04

Vacinação de pessoas com 60 anos nesta quinta-feira (25), em Ananindeua, município da Região Metropolitana de Belém (RMB) Ananindeua é o primeiro município do Pará a vacinar idosos com 60 anos. Na manhã desta quinta-feira (25), o governador Helder Barbalho acompanhou a vacinação num dos postos do município, na Região Metropolitana de Belém (RMB). Para ampliar a escala de cobertura vacinal em todo o território paraense, o governo estadual dialoga com as prefeituras municipais em busca da agilidade necessária para que o calendário se cumpra e o maior número de paraenses esteja protegido. 

“Ainda hoje, o Governo do Estado espera receber um novo lote de vacinas com 150 mil imunizantes que serão destinados para o interior. A  estratégia do governo destadual é para que o Pará consiga atingir a faixa etária dos 60 anos em todo o estado’’, ressaltou o governador Helder Barbalho, nesta quinta-feira. 

“A gente tem que se cuidar se não morre. Eu perdi a minha esposa, há 35 anos vivíamos juntos e eu perdi ela porque as pessoas não se cuidam. Todos nós, seres humanos, temos que ser humildes e saber o que estamos fazendo para não prejudicar as outras pessoas. Quando a gente ama e quer o bem, a gente preserva, pois só quem perde alguém sabe o sofrimento’’, contou emocionado Francisco Chaves de Almeida, de 60 anos, após receber a primeira dose do imunizante.

O governador, a primeira dama do Pará, Daniela Barbalho, e o prefeito de Ananindeua, Daniel Santos, acompanharam a vacinação Além das tratativas com o Ministério da Saúde, o governo do Pará tem buscado outras alternativas para garantir a imunização dos paraenses contra o novo coronavírus. "É fundamental que todos nós possamos agir para vacinarmos o maior número de pessoas. Lamentavelmente, o Pará foi o estado que menos recebeu vacinas por parte do Ministério da Saúde, nós temos cobrado o aumento das remessas. Além disso também compramos vacinas, que estarão chegando entre o mês de abril e o mês de junho’’, acrescentou o chefe de Executivo estadual. 

De acordo com o prefeito de Ananindeua, Daniel Santos, a parceria dos poderes executivos é fundamental na corrida contra o tempo para imunização em massa. “Assim que as vacinas chegam, o governo distribui logo para os municípios. Para nós é, extremamente, gratificante poder ser o primeiro município a vacinar sua população idosa. Agradeço a parceria do governo do estado, que tem sido fundamental para que a gente possa alcançar essa marca’’, disse Daniel. 

Nesta quinta-feira (25), o Pará alcança a marca de 415.311 mil doses de vacinas aplicadas contra o novo coronavírus Novas Medidas - O governador do Pará ressaltou que novas medidas devem ser anunciadas ainda esta semana para a Região Metropolitana de Belém. “Nós estaremos fazemos uma nova reunião com os dados atualizados por parte do comitê científico, que avalia diariamente os números de incidências de contágio e ocupação de leitos, para que a partir desses dados possam ser tomadas as decisões que estejam valendo na Região Metropolitana a partir da próxima segunda-feira (29.03).  

Vacinômetro -  O Pará alcança a marca de 415.311 mil doses de vacinas aplicadas contra o novo coronavírus nesta quinta-feira (25). De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), que contabiliza a imunização contra o novo coronavírus, até agora o Pará recebeu 626.131 doses do Ministério da Saúde.

Por Bruna Brabo Secom (SECOM)