Banpará começa o pagamento aos beneficiários do ‘Bora Belém'

O programa de renda cidadã, com apoio financeiro do governo do Estado, vai atender na primeira fase quase 09 mil famílias

08/03/2021 18h50 - Atualizada em 08/03/2021 20h33

Governador Helder Barbalho e o prefeito Edmilson Rodrigues no ato simbólico de entrega dos benefíciosO governo do Estado, por meio do Banco do Estado do Pará (Banpará), iniciou, nesta segunda-feira (8), o pagamento do benefício social Bora Belém, programa de renda cidadã da Prefeitura de Belém que oferece até R$ 450,00 a famílias em situação de vulnerabilidade social.

 “O ‘Bora Belém’ tem certamente o objeto de oferecer uma renda para que a população possa usufruir de oportunidades e ações na área econômica e educacional, transformando, assim, a vida do cidadão com dignidade e respeito”, assegura o governador Helder Barbalho.Ao lado do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (d), Helder Barbalho destacou a importância do programa para as áreas econômica e educacional

O programa, criado e executado pela Prefeitura de Belém, foi viabilizado pelo acordo de cooperação firmado pelo governo do Estado e o Executivo municipal. Cada um participa com 50% dos recursos necessários à viabilização do programa. Dentro dessa parceria, o Banpará é o agente financeiro, onde os beneficiários vão sacar os benefícios.

Meta - Inicialmente, serão beneficiadas quase 09 mil famílias da capital. O Governo do Pará e a Prefeitura de Belém investem cerca de R$ 60 milhões no programa. Nesta segunda-feira, o benefício começou a ser pago a cerca de 500 famílias.Mulheres contempladas pelo ″Bora Belém″ já com o cartão que permite o saque do benefício

Durante entrega simbólica realizada em cerimônia no Memorial dos Povos, a dona de casa Samaritana Cardoso ressaltou que o auxílio chegou em um momento oportuno. “Eu criei sozinha meus quatro filhos, trabalhei de tudo nessa vida até o dia em que tive que parar por conta do câncer. Mas Deus me deu força sempre, e o programa veio na hora certa. Hoje, estou desempregada e cuidando da minha mãe, e esse benefício vai me ajudar muito”, disse a moradora do bairro Cabanagem.

As famílias não precisam se cadastrar para receber o benefício. Por meio do CadÚnico (Cadastro Único do governo federal), a Fundação Papa João XXII (Funpapa), que gerencia o Programa Bora Belém, já identificou as famílias que não estão recebendo nenhum tipo de auxílio governamental e, agora, têm direito à renda cidadã.

Cooperação - Para o prefeito Edmilson Rodrigues, o programa é potencializado com o apoio do Estado. “Em menos de uma semana nós reunimos com o governo e propomos uma ação de cooperação. O ‘Bora Belém’ é uma prioridade. O desafio foi aceito, e juntos construímos a regulamentação. Nós fizemos um esforço e garantimos R$ 60 milhões para atender o total de 22 mil famílias”, ressaltou o gestor municipal. 

O programa garante o benefício de até R$ 450,00 a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, de acordo com três faixas. Na primeira, mulheres com um filho receberão R$ 150,00; com dois ou três filhos, R$ 300,00, e com quatro ou mais filhos terão direito a R$ 450,00.

Benefícios estaduais - O governo do Estado também retoma os programas "Renda Pará" e “Fundo Esperança", destinados a amenizar os impactos negativos na economia gerados pela pandemia de Covid-19, que afetam principalmente os pequenos negócios e as famílias em situação de vulnerabilidade social em todo o Estado.No Dia Internacional da Mulher, Helder Barbalho homenageou o primeiro grupo de beneficiárias do programa

“O governo do Estado tem a preocupação de ir além para os 144 municípios, por isso nós, que já havíamos feito o ‘Renda Pará’ no ano passado, estamos reativando, assim como o ‘Fundo Esperança’, uma ação de microcrédito para os pequenos empreendedores, para que possam ter esse aporte financeiro”, ressaltou o governador Helder Barbalho.

Serviço: O cartão da Conta Benefício permite ao beneficiário realizar compras e pagar com débito em todas as lojas credenciadas ao BCARD. Confira a lista de estabelecimentos no site do Banpará: www.banpara.b.br

Por Bruna Brabo Secom (SECOM)