Segunda fase do Parque Porto Futuro vai abrir mais uma janela para o rio

O projeto, que integra armazéns da CDP, foi apresentado ao governador Helder Barbalho pelos secretários das áreas de Cultura e Turismo

23/09/2020 23h47 - Atualizada em 24/09/2020 09h08
Por Thaís Siqueira (SECULT)

Projeto da segunda fase do Parque Urbano Belém Porto Futuro foi avaliado pelo governador Helder Barbalho

O governador Helder Barbalho se reuniu nesta quarta-feira (23) com a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, e o secretário de Estado de Turismo, André Dias, para avaliar o projeto da segunda fase do Parque Urbano Belém Porto Futuro. A etapa prevê o uso dos armazéns 4, 5, 6, 4A e 6A, que serão cedidos pela Companhia Docas do Pará (CDP) para o projeto arquitetônico do novo equipamento de lazer, cultura e turismo da capital paraense.

"Serão implementados espaços para comercialização de artesanato, para fruição do nosso acervo ligado ao patrimônio material, a religiosidade e também um local para usufruto da população, reforçando nossa relação com o rio, mais uma grande janela que se abre, mostrando para a cidade o quanto nós podemos ressignificar a área portuária, o que já tem sido feito em muitas outras cidades do Brasil e do mundo", explicou a secretária Ursula Vidal.

Para a titular da Secult, a requalificação da área portuária é um incentivo ao turismo e reforça a autoestima dos moradores da cidade. "Temos visto que o Porto Futuro foi abraçado pela população da Região Metropolitana, e um número imenso de pessoas está maravilhado com o espaço. Ele tem sido um local de incentivo a essa liberdade que a gente quer de volta para Belém: uma cidade segura, aberta a sua gente, ao rio e altamente convidativa. Ao ressignificarmos essa área portuária, buscamos justamente reconectar a cidade com sua identidade ribeirinha", ressaltou.

O secretário André Dias destacou que o projeto potencializa a competitividade internacional na região. "Essa é uma área de Belém que tem grande potencial para gerar emprego e renda para a população. Nosso intuito é garantir atrativos para que o turista escolha conhecer nosso Estado dentre várias opções de destino, e oferecer a ele equipamentos singulares, de alta competitividade, que promovam uma experiência única", reiterou.