Estado abre Parque Urbano Belém Porto Futuro e vai instalar mais de 100 árvores

Durante o ato, governador Helder Barbalho anunciou que o local será arborizado em parceria com empresários

19/08/2020 18h08 - Atualizada em 19/08/2020 19h12

Parque funcionará todos os dias, das 6h às 22hÚltima parte das obras que compõem a primeira etapa do projeto Porto Futuro, o Parque Urbano foi aberto ao público, nesta quarta-feira (20), após a Companhia Docas do Pará (CDP) repassar a gestão do espaço para o governo do Estado. O Parque funcionará todos os dias, das 6h às 22h. Durante o ato, o governador Helder Barbalho, que estava acompanhado da família, anunciou que o local será arborizado.

“Hoje estamos cumprindo a fase final deste ciclo que resultou na construção deste espaço. A partir de hoje, estamos entregando este espaço para que as famílias e turistas possam desfrutar. Esse é um Projeto feito por muitas pessoas e deixo aqui minha gratidão" - governador Helder Barbalho. 

Helder Barbalho também anunciou que, no próximo sábado (22), às 17h, será realizado um ato simbólico para plantio das árvores. O Parque Urbano Porto Futuro inicia as atividades com estrutura para oferta de lanches rápidos. “Agora que estamos com a gestão do local, vamos iniciar o processo para ativação dos restaurantes”, adiantou o governador.

Durante o ato, Helder Barbalho esteve acompanhado da famíliaApesar da inauguração realizada na última quinta-feira (13), a União não havia transferido a gestão do Parque para o Estado, possibilitando a abertura do local para a população. A gestão será feita pela da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

“Inicialmente, vamos abrir os espaços seguindo as normas de segurança sanitária por causa da pandemia. Posteriormente, vamos avançar. Além do lazer e atividades físicas, vamos proporcionar apresentações culturais” - Ursula Vidal, titular da Secult.

De acordo informações do Ministério do Desenvolvimento, foram investidos R$ 34,5 milhões na construção do Parque Urbano Belém Porto Futuro, situado na área portuária da cidade, próximo às margens da Baía do Guajará. O Porto Futuro é um projeto que tem como objetivo criar um polo de desenvolvimento na região, impulsionando atividades turísticas e o comércio local. A expectativa é que 8 mil pessoas circulem pelo local diariamente.

Iniciado em março de 2018, o projeto foi uma proposição do Ministério da Integração Nacional, à época em que Helder Barbalho foi titular da pasta. Na primeira fase, está contemplado a construção de uma ponte sobre o canal da Avenida Visconde de Souza Franco (Doca); a abertura da Rua Belém, ligando a Avenida Pedro Álvares Cabral à Travessa Rui Barbosa, a criação de estacionamentos, uma praça gourmet e a reforma da Praça General Magalhães. 

Infraestrutura Moderna 

Com arquitetura moderna e inovadora, o Parque Urbano Belém Porto Futuro possui espaço de exposições para artesanato e shows, quiosques com opções de comidas e bebidas típicas, áreas para lazer infantil e centro de convenções. O projeto é composto por parque urbano, zonas de estacionamento, Praça Futuro, Praça General Magalhães (revitalizada) e outras obras periféricas, tais como a implantação de uma ponte para melhorar o tráfego local nas imediações. Além disso, foi implantado o conceito ‘conforto’, com bancos para descanso, paisagismo e pontos para uso de energia gratuita. Também há a preocupação com a segurança, que será garantida com a instalação de posto policial, gradil ao redor do parque e sistema de monitoramento.

A expectativa é que 8 mil pessoas circulem pelo local diariamenteSustentabilidade e Acessibilidade

O projeto contemplou, ainda, a implantação de uma bacia de escoamento de águas pluviais no local para evitar alagamentos em época de chuvas fortes. Toda a infraestrutura foi planejada levando em consideração a sustentabilidade e acessibilidade. Foram instalados, por exemplo, pontos de iluminação com lâmpadas de LED e estruturas de captação da água da chuva para o aproveitamento em irrigação e vasos sanitários, além de coleta seletiva. Há, ainda, sanitários com acesso a pessoas com deficiência, rampas e piso podotátil.

Arborização 

O governador Helder Barbalho destacou ainda que o plantio de árvores será realizado em parceria com voluntários da iniciativa privada. Helder Barbalho ressaltou que, além da conscientização ambiental, a medida tem como objetivo aumentar a área de sombreamento do Parque e garantir mais conforto aos usuários e visitantes do local.

Por Leonardo Nunes (SECOM)