Secult apoia live em homenagem ao Padre Bruno Sechi

31/07/2020 14h15 - Atualizada em 31/07/2020 14h19
Por Josie Soeiro (SECULT)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), é um dos apoiadores da live em homenagem ao padre Bruno Sechi, que ocorre nesta sexta-feira (31), às 16h, na redes sociais do Movimento República de Emaús. Além de prestar homenagens ao padre fundador da República de Emaús, a programação tem como objetivo angariar fundos para a manutenção da entidade. Atrações como Edilson Moreno, Lamazon, Kim Marques, Keila, Jackson e Zé vitor e Banda do Emaús têm participação confirmada.

Reconhecido internacionalmente por seu trabalho na defesa dos direitos da criança e do adolescente e dos direitos humanos no Estado, o padre faleceu no dia 29 de maio deste ano, aos 80 anos, e deixou um grande legado social e que, segundo a coordenadora da atividades sociopedagógicas da República de Emaús, Cleice Maciel, precisa que a sociedade continue ajudando para que não feche as portas. 

“Durante a pandemia, nós fechamos a nossa loja, que é uma das principais fontes de recursos de sustentabilidade do Movimento, e precisamos pagar, por exemplo, os contratos dos profissionais que trabalham com crianças e adolescentes. Neste período de isolamento, deixamos de arrecadar cerca de R$ 26 mil por mês. Então, a ideia da live é, além de prestar homenagem ao padre Bruno, divulgar nosso programa sócio solidário, que ainda tem baixíssima adesão, para que as pessoas contribuam financeiramente com o movimento para não fecharmos as portas”, destaca Cleice.

"O principal legado de Padre Bruno, sem dúvidas, foram seus ensinamentos de solidariedade infinita, a coragem resoluta de lutar pelo justo e pelo certo, a generosidade de ofertar o pão, a palavra, a oportunidade e o aprendizado para que vidas novas ressurjam por meio da música, do esporte, dos ofícios. Então, pra nós, apoiar este evento é uma forma de homenagem ao sacerdote, que além de grande humanitário também foi um grande parceiro do Estado em projetos importantes como o TerPaz, por exemplo. Sentimos também como nosso dever colaborar e propagar esse legado imenso", destaca a Secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal.

A coordenadora do Emaús também explica que todas as atrações participantes são voluntárias e vão doar seus cachês para ajudar na arrecadação. A Banda de Emaús, formada por 20 alunos do projeto de socialização que opera com aulas de teatro, música e dança, também deve se apresentar. “A banda vai tocar um repertório formado basicamente por músicas populares brasileiras que discutem as temáticas abordadas no Emaús. Uma que merece destaque nesse repertório é Sementes do Amanhã, de Gonzaguinha, uma das indicações feitas por Padre Bruno no início da banda, que fala sobre sonhos e esperança, sempre temas das conversas do Padre”, conta o professor de música Wendel Raiol, da Fundação Carlos Gomes, cedido para o projeto. 

Serviço
Live Homenagem Pe. Bruno Sechi
Data: 31/07/2020
Horário: 16h
Facebook: Movimento de Emaús
Youtube: Movimento de República de Emaús

Doações
Movimento República de Emaús
CNPJ:63.886.558/0001-50

Banco do Brasil
Agência: 1686-1
Conta 728.749-6

Banpará
Agência 24
C/C: 301.121-6