Cosanpa intensifica ações de recomposição de asfalto

Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) realiza serviços de recomposição asfáltica em cerca de 100 pontos de vias da capital paraense que receberam intervenções nas redes de distribuição de água

09/07/2020 12h42 - Atualizada em 09/07/2020 15h29
Por Bianca Buenaño (COSANPA)

Mais de 20 bairros de Belém são beneficiados com a obra de substituição de redes da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). O serviço troca a rede de cimento amianto por Poleitileno de Alta Densidade (PEAD), material mais resistente e eficiente.São mais de 20 bairros contemplados com obras da Cosanpa

Cerca de 180 quilômetros de rede estão sendo implantados por meio do método não-destrutivo (MND), que faz a inserção da rede por meio de perfurações em dois pontos extremos da via, sem a necessidade de escavar a rua inteira.

O coordenador técnico do projeto de Redução e Controle de Perdas da Cosanpa, Eduardo Siqueira, explica que no segundo semestre de 2019, a Companhia iniciou a implantação de novas redes de PEAD em vários bairros da capital.

O primeiro passo, disse o coordenador, é a implantação da rede por método não-destrutivo. “A cada 100 metros a gente faz dois buracos, um para entrada e outro para saída da tubulação. Após a implantação da rede temos outras etapas para executar até chegar na recomposição asfáltica, e o tempo de serviço varia de acordo com o trabalho necessário em cada ponto’’.

“Existem locais que eu já consigo fazer a solda, em outros pontos, eu preciso fazer a interligação da rede nova com a antiga. Então em cada trecho que a gente faz o buraco para implantar a rede temos um tempo para executar a recomposição asfáltica, em alguns pontos podemos fazer o recapeamento em 15 dias e outros que podem demorar até 2 meses”, explicou o coordenador técnico do projeto de redução e controle de perdas, Eduardo Siqueira.


Hoje (9) foram asfaltados trechos no Marco, Curió-Utinga e SouzaTodo o trabalho está dentro do projeto e cada trecho tem o seu cronograma de recomposição. Após a finalização de todas as etapas em cada área, que consistem em: escavação para implantação da rede; execução das soldas de eletrofusão para conectar os trechos implantadas; e as interligações nas novas redes, é feita a recomposição asfáltica.

Somente nesta semana, cerca de 100 pontos dos bairros do Marco, Souza e Curió-Utinga recebem a recomposição do asfalto. Na manhã desta quinta-feira (9), foram asfaltados, por exemplo, trechos da avenida Romulo Maiorana, avenida Duque de Caxias, travessa Humaitá, travessa Perebebuí, travessa Timbó e travessa Mariz e Barros.

Desde outubro de 2019, a Cosanpa já implantou cerca de 40% das novas redes. O investimento de R$ 250 milhões vai beneficiar mais de 800 mil habitantes nos bairros do Barreiro, Batista Campos, Campina, Canudos, Castanheira, Cidade Velha, Comércio, Condor, Cremação e Fátima.

A lista de contemplados tem ainda os bairros do Jurunas, Mangueirão, Maracangalha, Marambaia, Marco, Miramar, Nazaré, Pedreira, Reduto, Sacramenta, São Brás, Telégrafo, Terra Firme, Umarizal, Universitário e Val-de-Cans. A previsão de conclusão de todas as obras é para 2021.