Pará adere à pesquisa sobre impactos da pandemia na produção cultural

A Secult ressalta a importância do estudo para dar visibilidade a trabalhadores não alcançados pelas políticas públicas

28/06/2020 23h24 - Atualizada em 29/06/2020 10h51
Por Iego Rocha (SECULT)

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), aderiu à pesquisa nacional sobre o impacto da Covid-19 na produção cultural. A iniciativa, que tem apoio do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, é uma realização da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), Serviço Social do Comércio (Sesc Brasil) e Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e será lançada nesta segunda-feira (29). O resultado medirá o quanto a paralisação das atividades atingiu artistas, técnicos, mestres da cultura popular, produtores e agentes culturais. 

O setor cultural e criativo foi um dos primeiros a sofrer os impactos devastadores da crise econômica e social gerada pela pandemia de Covid-19, por ser uma atividade dinâmica que movimenta mais de R$ 170 bilhões por ano - o equivalente a 2,61% do Produto Interno Bruto (PIB) - empregando mais de 830 mil profissionais. Mesmo com a retomada gradual dos fluxos produtivos no País, a economia da cultura e da arte será a última a reestabelecer algum grau de normalidade.

A secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, reitera a importância de mapear essas atividades para dar visibilidade à enorme rede de trabalhadores da cultura que ainda se estrutura de maneira predominantemente informal e fora das políticas públicas. "Essa pesquisa terá funções que irão para além do período pós-pandemia. Se conseguirmos a adesão desejada, iremos produzir uma cartografia mais fiel de quantos somos, onde e como atuamos, e do impacto destas atividades na economia do Pará. Só assim será possível planejar os investimentos na política cultural, que carece de um volume muita mais substantivo de recursos para ter efetividade", destacou a titular da Secult.

Experiência internacional - Com o objetivo de confirmar e complementar dados de outras pesquisas, a coleta de informações pretende dimensionar os impactos de curto e médio prazo da pandemia nos setores culturais e criativos no Brasil, subsidiando a formulação de políticas que possam enfrentar os impactos identificados. A equipe técnica é composta por pesquisadores com experiência internacional.

Para participar da pesquisa, basta clicar no link http://iccscovid19.paperform.co e responder ao questionário. Boletins, outras pesquisas e notícias nacionais e internacionais estão disponíveis em http://iccscovid19.com.br/.