Programação no da Paz homenageia grandes nomes da cultura paraense

Mulheres importantes na cultura paraense são reverenciadas. Programação também incluiu lançamento de edital de teatro infantil.

08/03/2020 17h24 - Atualizada em 09/03/2020 10h26
Por Thaís Siqueira (SECULT)

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Theatro da Paz abriu as portas neste domingo (8), com uma programação gratuita que exalta grandes nomes femininos da cultura paraense. Durante a ação, também foi lançado pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), o edital "Era Mais Uma Vez", que vai selecionar artistas e coletivos que atuam no teatro infantil para se apresentarem no Da Paz.

A programação iniciou por volta de 11h, com uma homenagem especial à Maria Sylvia Nunes, grande expoente das artes cênicas paraenses, que faleceu nesta semana. A professora doutora da Escola de Teatro e Dança da UFPA, Valéria Andrade, declamou uma cena de “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto, espetáculo emblemático montado pela primeira vez no Brasil por Maria Sylvia, em 1958.

A secretária de cultura Úrsula Vidal participou da programação“Maria Sylvia Nunes representa muito bem esse papel de uma mulher visionária, que enxergou muito à frente e conseguiu provocar tantas transformações com sua generosidade em partilhar o imenso conhecimento que possuía. Tudo isso fez dela uma referência fundamental para gerações de artistas, diretores, diretoras, atores e atrizes, e somos muito gratos por tudo o que ela fez em vida”, frisou Valéria.

Na sequência, o público pôde apreciar o espetáculo "Iracema Voa", produzido por Ester Sá em homenagem à Iracema Oliveira, outra renomada artista que se destacou no rádio, TV, teatro e por sua colaboração à tradição dos Pássaros Juninos. “Iracema é uma testemunha ativa da cultura do Estado. Além de tudo o que ela realizou, criou os filhos, enfrentou a vida e se tornou artista numa época em que havia muito preconceito, mas resolveu encarar isso porque era a missão dela, era o chamado do coração, da alma”, destacou Ester.

Público também acompanhou espetáculo "Iracema Voa"A homenageada esteve presente e interagiu com a plateia. No meio do espetáculo, o público foi convidado a participar e algumas pessoas aceitaram interpretar personagens de um quadro do Pássaro Junino. Foi o caso da professora Andrea Verçosa, que na ocasião interpretou a marquesa do Pássaro. “Sou muito apaixonada pela cultura do meu Estado, então fiquei muito feliz de conhecer a história de Iracema. Além de prestigiar o talento da Ester Sá, eu participei do espetáculo no improviso, o que foi um grande presente de Dia da Mulher, foi realmente maravilhoso”.

Teatro infantil - Durante a programação, foi realizado o ato de lançamento do edital Theatro da Paz “Era mais uma vez”, que visa promover apresentações de teatro infantil na casa de espetáculos, com entrada totalmente gratuita para a população.

Para Adriano Barroso, diretor de artes cênicas da Secult, o edital é mais uma iniciativa que leva o Da Paz a abrir suas portas aos artistas de teatro, sobretudo o infantil. “Nosso desejo é que esses artistas entendam que aqui há espaço para todos eles. Todos nós somos donos desse teatro, por isso, ter seus espetáculos em cartaz aos domingos de manhã, um dia que também reúne as famílias na Praça da República, possibilita aos artistas mostrarem seu trabalho e ao público poder prestigiar”, ressalta o diretor.

As inscrições iniciam nesta segunda-feira (9) e seguem até 30 de agosto. Para participar, é preciso ter projeto de teatro infantil, ler o edital e enviar a documentação junto com a ficha de inscrição para o e-mail projetoeramaisumavez2020@gmail.com. Não será cobrada taxa de inscrição. Tanto o edital quanto a ficha estão disponíveis em secult.pa.gov.br/informativos.

Será selecionado um espetáculo por mês até dezembro de 2020, com cachê artístico no valor de R$ 3.500,00, sendo proibida a cobrança de ingresso pelos selecionados. As apresentações ocorrerão uma vez no mês, sempre aos domingos, às 11h.