Programação musical encerra o Preamar Cabano e comemora aniversário de Belém

Semana foi intensa e ofereceu aos belenenses uma rica programação em homenagem a capital paraense

13/01/2020 10h22 - Atualizada em 13/01/2020 10h33
Por Iego Rocha (SECULT)

A chuva não foi suficiente para afastar quem queria se divertir e comemorar os 404 anos de Belém na noite do domingo (12), no estacionamento do Porto Futuro. A festa foi marcada por muito carimbó e outros ritmos paraenses, comandados por grandes nomes da música regional. A programação foi organizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), para fechar o calendário de programações do Preamar Cabano.

Cora Vale MúsicaQuem abriu a noite de shows foi o Coral Infantil do Projeto Vale Música, encantando os visitantes do espaço. Depois da chuva, a orquestra do Amazônia Jazz Band, regida pelo maestro Nelson Neves, colocou todo mundo para dançar. "Comemorar os 404 anos dessa cidade que amamos é um privilégio. Agradecemos imensamente o convite para participar desse momento tão importante para Belém e para nós", comemorou o maestro.

Ao som de sambas, música popular brasileira e, é claro, muito carimbó, a banda animou o local, esquentando o palco para receber Lucinnha Bastos e Pinduca. Juntos, os artistas trouxeram clássicas como Garota do Tacacá, Olho de Boto, Tô que tô saudade e Flor do Grão-Pará, emocionando o público que cantou e dançou junto. “Ver as pessoas chegando para perto do palco, de guarda-chuva e tudo, para ficar pertinho da gente foi incrível. Essa é a receptividade e troca de energia que a gente espera e que é fantástica para o artista. Cantar com o Amazônia Jazz Band e com Pinduca foi outro presente”, destacou Lucinnha.

Para Pinduca, esse foi um show inesquecível. “Dividir o palco com o Amazônia é uma alegria enorme, essa é uma das melhores orquestras do Brasil. Por isso, parabenizo e agradeço pela oportunidade de estar ao lado desses músicos talentosos. Ainda estou extasiado”, disse o artista, que aproveitou a oportunidade para desejar boas energias para a aniversariante: “que Belém continue sendo o paraíso que é. Desejo bênçãos em abundância para essa cidade linda que amo tanto”.

O carimbó chamegado de Dona Onete mostrou mais uma vez ser para todos os públicos. Desde antes de a cantora subir ao palco, Morena Flor, de apenas 5 anos, já mostrava toda a sua animação. Fã da artista, a pequena veio preparada: trouxe a saia de carimbó na sacola, vestiu e mostrou que conhece bem o pitiú.

"Ela adora a Dona Onete; quando sabe que vai ter show dela, é a primeira a animar todo mundo em casa", contou a avó, Vanderléa Nóbrega. Moradora de Ananindeua, ela sempre participa das programações culturais de Belém com a filha, as sobrinhas e a neta. Neste domingo, elas vieram aproveitar o espaço do Porto Futuro e prestigiar o aniversário da cidade. "Eu moro em outro lugar, mas minha vida e meu trabalho são aqui. Essa cidade nos acolhe de uma forma única, por isso, o que desejo para Belém é que as pessoas cuidem dela como se fosse suas próprias casas", pediu Vanderléa.

Dona Onete e seu carimbó chamegadoFechando a noite, Dona Onete subiu ao palco levando muito carimbó no repertório. E como não podia faltar, os parabéns para a capital paraense foram puxados pela artista, com fogos iluminando o céu.

Para o administrador de empresas Carlos Palheta, aproveitar uma data tão especial como essa para ocupar esses espaços de cultura é um privilégio. Nascido em Santarém e morador de Belém há sete anos, fez questão de emendar do bloquinho de carnaval para o aniversário da cidade e curtiu a festa ainda fantasiado. “Quando nos é oferecido algo assim, nós temos que aproveitar, só podemos valorizar a nossa cultura estando presentes em todos os espaços. E o que desejo para a cidade é justamente isso: que a sua cultura venha em primeiro lugar”.

Preamar Cabano – A comemoração no Porto Futuro foi o encerramento de uma semana que ofereceu aos belenenses uma rica programação em homenagem a Belém e aos 185 anos da Cabanagem, movimento liderado pelas camadas populares no período regencial. Desde o dia 7 de janeiro, o púbico participou de exposições, cantata poética, roteiros históricos pela cidade e palestras. O calendário também incluiu muita música, dentro e fora dos museus; vídeo mapping; teatro musical; visita a acervos que carregam a história da cidade; oficinas; experimentações artísticas e troca de livros.

Porto FuturoA secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, agradeceu a presença de todos que participaram das ações durante a semana. “Nosso Preamar Cabano encerra no aniversário de Belém com o Governo do Estado dando um presente para a cidade e sua gente, com uma semana de ações que visaram a conscientização e a valorização da nossa história e da nossa cultura. Encerramos nesse novo equipamento que vai ser um lugar de lazer para a população, de convivência em família, de estímulo ao empreendedorismo e a economia criativa. Belém está de parabéns e a população respondeu de maneira carinhosa e calorosa ao nosso convite de participar do Preamar Cabano”, frisou.