Estado dará início às obras do novo escritório da Emater em Barcarena

Ordem de serviço foi assinada na terça (3) e previsão para a entrega é de até 45 dias

04/12/2019 11h24 - Atualizada em 04/12/2019 15h18
Por Barbara Brilhante (SEDOP)

Representantes dos órgãos do Estado e autoridades municipais na assinatura da ordem de serviçoA ordem de serviço para a reforma do prédio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) em Barcarena, no nordeste do Estado, foi assinada na terça-feira (3), na sede da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), em Belém.

A cerimônia contou com a presença do secretário executivo da Sedop, Ruy Cabral; da presidente da Emater, Cleide Amorim; do deputado estadual Renato Ogawa; do prefeito do município, Paulo Alcântara; e de representantes da empresa contratada para executar as obras.

“O desenvolvimento social e o incentivo à agricultura familiar são os principais beneficiados pelo trabalho de cooperação técnica e financeira entre os diversos atores políticos do Estado. Este é mais um investimento em infraestrutura que vai contemplar a economia em todos os âmbitos, no rural e no urbano”, disse o secretário Ruy Cabral.

Estiveram presentes, também, o secretário de Agricultura do município, Paulo Ronildo, o vereador Lauro Cunha, além de toda a equipe técnica envolvida no projeto.

A previsão é que as obras iniciem na próxima segunda-feira (9) e sejam finalizadas em até 45 dias. “A readequação na Emater busca, como objetivo final, chegar ao produtor, dando apoio à instituição e, em consequência, mais qualidade ao serviço. Só vamos ter uma agricultura familiar mais desenvolvida se investirmos em tecnologia e mecanização, além de estrutura”, complementou o deputado Renato Ogawa.

O escritório oferecerá serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural, elaboração de projetos financiados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), além de emissão de Cadastro Ambiental Rural (CAR) e de Declaração de Aptidão (DAP), além de serviços de auxílio à produção a qualquer pequeno agricultor da região.

“Um investimento como este dará melhores condições de trabalho para os nossos técnicos, para receber o agricultor familiar com uma estrutura adequada e eficaz”, comemorou a presidente da Emater - Cleide Amorim, titular da Emater.

Ao todo, serão destinados pouco mais de R$ 300 mil ao projeto, que deve incentivar e auxiliar a geração de emprego e de renda para os agricultores da região. “A Emater tem essa necessidade estrutural e temos certeza que o aporte técnico da instituição vai ser mais eficaz, a partir do momento que recebermos este novo prédio”, concluiu o prefeito Paulo Alcântara.