Mais de 120 escolas do Estado estão com obras em andamento

Colégios tradicionais, como Souza Franco e Zulima Vergolino Dias, passam por reformas

22/10/2019 10h27 - Atualizada em 22/10/2019 12h29
Por Leidemar Oliveira (SEDUC)

Estudantes, pais e professores aguardam ansiosos a ampliação do Souza Franco, iniciada no mês passadoA comunidade estudantil da Escola Estadual Visconde de Souza Franco, em Belém, vive um momento de grande expectativa com a reforma do prédio. Iniciada no mês passado, a obra, que prevê também a ampliação do espaço, terá duração de 10 meses. O colégio foi inaugurado em 1947 e é uma das escolas de maior referência no Estado. Desde 2017, passou a ser de tempo integral e já não recebia nenhum tipo de manutenção desde 2010.

Ter a reforma era um sonho antigo de diretores, professores, técnicos e alunos. “Já tivemos uma boa estrutura, mas com o tempo a escola ficou depredada. Hoje acompanho de pertinho cada novo tijolo colocado durante a reforma, diz a diretora Marilene Guimarães.

Educadores e alunos da Escola Zulima Vergolino Dias, na Cidade Nova, em Ananindeua, vivenciam a mesma euforia. Após 30 anos, a unidade de ensino passará por uma nova reforma. O colégio apresentava problemas em sua estrutura física, o que preocupava alunos e pais. As obras de manutenção corretiva e preventiva iniciaram há cerca de 15 dias e vão contemplar pintura geral, telhado, instalações hidrossanitárias, elétricas e de lógica, revisão de pontos de água, forro, piso, serralheria, esquadria (substituição de portas e janelas), quadra e área lateral. A previsão de conclusão é de 60 dias.

Reforma da escola Professora Zulima Vergolino Dias terá, entre os serviços, pintura geral, revisão de pontos de água, forro e piso“Estamos muito felizes e gratos por termos sido incluídos na programação de reformas da Seduc. Esse momento era muito aguardado por toda a comunidade da Zulima”, comemora o gestor da USE 15, Marcelo dos Santos.

Os dois colégios fazem parte de uma programação de obras em andamento pelo governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). No Souza Franco, a obra é de reforma total e ampliação. Assim como ele, já foram entregues 23 escolas em diversos municípios do Pará.

Já no Zulima Vergolino, as obras são de manutenção corretiva e preventiva. Até o momento, nesta categoria, já foram concluídas 83 escolas e 27 estão em andamento. Ao todo, a Seduc está realizando 125 obras entre reformas gerais e manutenções corretivas. A meta é concluir 150 até o final de 2019.

A secretária de Estado de Educação, Leila Freire, explica que as obras fazem parte da articulação do Movimento Educa Pará, que tem como objetivo adotar estratégias que proporcionem ao aluno todas as condições para a aprendizagem. “Recebemos cerca de 600 escolas necessitando de alguma intervenção, então, priorizamos as que estavam em piores condições e, até o final do ano, resolveremos boa parte delas. Ao mesmo tempo, estamos buscando mais recursos para entrarmos em outras já no início de 2020”.