Abertura da votação do Prêmio São Benedito de Arte Popular é marcada por ato de fé e valorização

08/07/2019 11h30 - Atualizada em 08/07/2019 13h47
Por Joyce Cursino (SECULT)

Da porta de casa, D. Zélia e sua família veneravam, todos os dias, a radiante imagem do Mirante de São Benedito, localizada às margens do rio Caeté, em Bragança. A estátua - construída em 2009 com recursos de uma emenda garantida pela ex-deputada federal Simone Morgado - integrava a estrutura de um dos principais pontos turísticos do município. Mas no dia 27 de maio deste ano o monumento desabou.

A queda, porém, não abalou a fé dos bragantinos. É o caso da pequena Sophia Pietra, de apenas 9 anos, neta de D. Zélia que, ao acordar, olhou na direção do Mirante e não viu a imagem do padroeiro. O pequeno coração devoto apertou. A avó conta que quando a Secult lançou o edital "Prêmio São Benedito de Arte Popular"- que regulamenta a escolha do protótipo da nova estátua por meio da votação popular- ela e a neta fizeram um pedido ao Santo Preto: que crianças também pudessem votar. E as preces da família foram atendidas! Neste sábado, Sophia votou pela primeira vez.

A cerimônia de abertura da votação iniciou com uma benção feita por Padre Elias, no Teatro Museu da Marujada, e contou com a presença da Secretária de Cultura, Ursula Vidal e sua equipe, do prefeito de Bragança, Raimundo Nonato, e do atual presidente da Marujada, João Batista Pinheiro. A votação conta com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA) e é feita via urna eletrônica.

Ao todo, quinze protótipos de artistas de 9 municípios do Pará foram pré-selecionados. A imagem escolhida servirá de base para a reprodução em escala monumental no mirante da cidade, obra que será realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop). O escultor do protótipo vencedor receberá uma premiação no valor de R$ 8mil.

"A devoção de marujos e marujas, o cuidado com a preservação da memória e da tradição e a dedicação da Irmandade de São Benedito são um exemplo do povo Bragantino para todo o Pará. A Marujada é uma das mais bonitas festas religiosas do país, amplificada pela força da música e dança. A festa representa, hoje, uma das principais manifestações de nossa cultura popular. É uma alegria pro governo do estado, por meio da Secult, promover esta integração da comunidade na escolha do novo monumento. E de uma forma tão democrática: por meio de votação em urna eletrônica", afirmou Ursula Vidal.

Para participar, basta comparecer ao Teatro Museu da Marujada até o dia 21 de julho, de segunda à sexta, de 9h às 16h, com um documento com foto. Crianças a partir de 5 anos também podem votar, desde que estejam acompanhadas de um responsável.