Papiloscopistas promovem debate sobre videomonitoramento e reconhecimento facial

18/06/2019 12h44 - Atualizada em 18/06/2019 15h44
Por Luiz Cláudio (PC)

A Associação dos Papiloscopistas Policiais do Estado do Pará (Asppepa) e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica do Pará (Sectet), promovem, na próxima terça-feira (25), o Seminário de Segurança Pública, com Mesa Redonda sobre o tema: “Videomonitoramento – A Iconografia como prova técnica na investigação criminal”.

O seminário tem como objetivo mostrar a importância dos laudos iconográficos como prova técnica dentro do inquérito policial, bem como dividir informações sobre as novas tecnologias disponíveis no mercado no ramo do videomonitoramento e reconhecimento facial. O evento ocorrerá no auditório do Espaço Inovação do Parque Tecnológico do Guamá, localizado na Avenida Perimetral, em Belém.

Papiloscopista Emerson Paiva de Menezes vai participar das discussões juntamente com áreas de segurança do EstadoDurante o evento, irão compor a mesa de debates, o promotor de Justiça, Manoel Adílton Peres de Oliveira; o juiz de Direito, Cristiano Magalhães Gomes; o diretor do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP), Coronel da Policia Militar (PMPA) Luiz Carlos Rayol de Oliveira, o diretor do Núcleo de Inteligência Policial (NIP), delegado Samuelson Yoiti Igaki, o diretor da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Thiago José de Menezes Dias e o papiloscopista Emerson Paiva de Menezes. Além das autoridades, estarão presentes empresas de monitoramento e tecnologia.

Segundo o organizador da Mesa Redonda, o papiloscopista José Carlos Silveira, o tema vem ao encontro de uma das maiores preocupações da sociedade, que é o combate à violência com elementos cada vez mais efetivos e eficazes e que tenham no avanço da tecnologia, uma de suas principais ferramentas. “A crescente ascensão do crime requer, da parte de órgãos policiais, cada vez mais agilidade na elucidação, para isso, o videomonitoramento é uma das ferramentas de investigação criminal que auxiliam na produção de prova e consequente prisão de culpados”, destaca.

Silveira explica que, atualmente, a Polícia Civil do Pará conta com as imagens captadas por câmeras do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP), quando necessita ampliar a investigação de determinado delito. “O combate à violência é um dos grandes desafios dos governos no mundo inteiro”, enfatiza.

Para ele, procurar aliados para essa luta é fundamental por parte dos organismos policiais, além da busca de conhecimento daquilo que é mais moderno e atualizado no mercado. “O evento se propõe a ser um fórum de discussão sob o ponto de vista da integração de ações e informações dos diversos órgãos envolvidos no tema”, finaliza.

Serviço:
Evento
: Mesa Redonda: “Videomonitoramento – A Iconografia como Prova Técnica na Investigação Criminal”.

Data: 25 de junho

Local: Auditório do Espaço Inovação do Parque Tecnológico do Guamá

Hora: 9h às 12h

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas no local do evento. Contato: (91) 98808-6264

Mais informações sobre o evento e como fazer as inscrições você encontra no site da Sectet.