Codec avança nas discussões sobre segurança no Distrito de Ananindeua

05/04/2019 17h03
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Estabelecer articulações junto às instituições estaduais para a melhoria dos Distritos Industriais do Pará é uma das prioridades definidas pela Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec). Com esse objetivo, o diretor de Estratégia e Relações Institucionais, Pádua Rodrigues, e o gerente Regional Belém e Área Metropolitana, Felipe Jorge Ribeiro, estiveram, na manhã desta sexta-feira (5), no Distrito de Ananindeua, para tratar de assuntos relacionados à segurança da área junto a representantes da Polícia Militar e da Associação das Empresas instaladas no local.

O encontro foi um dos desdobramentos de uma série de incursões lideradas pelo presidente da companhia, Lutfala Bitar, com destino aos Distritos Industriais, para ouvir as demandas das empresas que atuam nessas áreas.

Além da necessidade de policiamento ostensivo e reforço no patrulhamento, o objetivo da reunião também foi propor a recomendação da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) para a instalação de câmeras ligadas ao Centro Integrado de Operações (Ciop), que permitam o monitoramento em tempo real da área.

“A proposta é de que, além do Ciop, as empresas também tenham acesso a todo o monitoramento, estabelecendo um sistema compartilhado, que possa contribuir para a melhoria da segurança aqui no Distrito”, disse Pádua Rodrigues.

“Por determinação do presidente Lutfala Bitar, nosso objetivo é colaborar para estabelecer as melhorias necessárias pontuadas pelos empresários, durante a primeira reunião que tivemos em março, em que a segurança foi apontada como uma das prioridades. E, nesse sentido, também estamos iniciando o processo de renovação da cessão à Segup da área da Unidade Integrada ProPaz (Uipp), que fica dentro do Distrito e que pode ser mais uma importante ferramenta de apoio para que a área seja mais segura para as empresas”, informou o diretor.

De acordo com o presidente da Associação das Empresas do Distrito de Ananindeua, Antonio Macedo, essa é uma iniciativa importante e que precisa ser realizada de maneira conjunta para garantir sua efetividade. “Para estabelecer o monitoramento de maneira mais efetiva, é necessário posicionar as câmeras estrategicamente no Distrito. Além disso, a polícia poderia fazer rondas em horários específicos, como no horário de saída dos funcionários das empresas, por exemplo”, sugeriu.

Segundo os representantes da Polícia Militar, Ten. Cel. Morais e Cap. Ademir, que representaram o comandante de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), Cel. Pedro, as soluções também passam por ações específicas, como policiamento fluvial no rio que cerca o Distrito e na área de mata. “Temos realizado ações, como incursões a pé, que poderiam ser incrementadas tanto com o patrulhamento nas proximidades do rio que cerca a área, quanto com o apoio do grupamento fluvial da Segup”, afirmaram.

Para dar continuidade à proposta, uma nova reunião entre Codec e Segup definirá os detalhes para a implantação do serviço de monitoramento integrado, além da renovação da cessão da área da Uipp do Distrito à secretaria.