Cosanpa avança na concessão de serviços em quatro municípios do Pará

03/09/2019 13h37 - Atualizada em 03/09/2019 14h32
Por Tayná Horiguchi (COSANPA)

Nesta semana, a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) recebeu prefeitos de quatro municípios para avançar na regularização dos serviços prestados pelo órgão. A prefeita de Faro, Jade Abreu, foi uma das que já assinou convênio de cooperação, que estava vencido desde 2014. A Cosanpa tem um investimento de R$ 1 milhão para o sistema de abastecimento de água na cidade. A obra estava parada e será retomada este mês.

“A gente tem sempre que buscar o melhor para a população e vemos que, através do presidente da Cosanpa, podemos fazer acontecer um convênio desse, para a melhoria de todos. Então, não hesitamos em assinar”, disse Jade Abreu.

Os convênios são necessários, já que, para atuar nos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, a companhia precisa firmar parcerias com os municípios, que são os titulares da responsabilidade, de acordo com a Constituição Federal. Atualmente, a Cosanpa atende 53 cidades paraenses.

Os prefeitos de Abaetetuba, Alcides Negrão, Limoeiro do Ajuru, Carlos, Ernesto Nunes da Silva, e Oeiras do Pará, Dinaldo Aires, também estiveram na sede da Cosanpa para tratar sobre o processo de regularização e possibilidades de melhoria no abastecimento de água nos municípios localizados na região nordeste do Estado.

“Viemos buscar melhorias para o nosso município. Apesar das dificuldades que enfrentamos há 10 anos, viemos conversar. Espero que tudo dê certo em favor da vida do nosso povo”, ressaltou Dinaldo Aires.

Os gestores dos quatro municípios foram recebidos pelo presidente da companhia, José Antonio De Angelis, e pela assessora de Regulação e Novos Negócios, Renata Maneschy. Para ela, a visita dos prefeitos foi muito importante para o processo de regularização das concessões, que é uma das prioridades do Estado.

“Combinamos que vamos ajudá-los na elaboração dos planos de saneamento de água e esgoto. Planejar melhorias, elaborar projetos para os municípios, trabalhar o equilíbrio econômico-financeiro dessas ações, regularizar efetivamente a concessão dessas cidades são passos importantes para a garantir a melhoria da qualidade de vida da população”, explicou Maneschy.

Segundo José Antonio De Angelis, as concessões com os municípios estavam irregulares há tempos, com algumas vencidas há mais de cinco anos. “Isso não pode acontecer. Estamos trabalhando para regularizar a situação de todas essas cidades e avançar na questão do saneamento no Pará”, garantiu o presidente da Cosanpa.