Territórios da Grande Belém receberão projeto arquitetônico Usinas da Paz

13/08/2019 19h10 - Atualizada em 13/08/2019 21h27
Por Marta Brasil (SEAC)

Uma equipe técnica chefiada pela arquiteta carioca Bel Lobo apresentou, na manhã desta terça-feira (13), no Palácio dos Despachos, a primeira versão do projeto arquitetônico Usinas da Paz, construções que serão colocadas em sete territórios da Grande Belém onde o Estado está implantando o Projeto Territórios pela Paz (TerPaz). Para a produção das obras, que terão investimentos da Vale, será assinado um Termo de Cooperação Técnica entre o governo do Pará e a mineradora.

O governador Helder Barbalho e a primeira dama, Daniela Barbalho, participaram da apresentação feita por Bel Lobo sobre a concepção do projeto. Além deles, o secretário de Articulação da Cidadania, Ricardo Balestreri, que coordena o programa, e diversos outros gestores do Estado também prestigiaram a exposição.

Integração e convivência são palavras chaves do projeto na concepção da arquiteta, que explicou que a ideia segue a concepção buscada pelo TerPaz, uma estratégia do governo do Estado para promover a inclusão de populações em situação de vulnerabilidade na Grande Belém. 

A sustentabilidade é outro objetivo do projeto que pretende permitir o aproveitamento da energia solar, captação de água e gestão do lixo. O governador parabenizou a iniciativa da Vale e o trabalho da equipe de profissionais, por “fazer algo fora da curva”. Ele disse que, apesar de estarmos na Amazônia, temos pouco acesso à natureza e elogiou a preocupação em dialogar com o verde. “Vamos mandar à Vale nossas credenciais de que estamos em concordância com o projeto”, afirmou.

O diretor de Sustentabilidade e Relações Institucionais da Fundação Vale, Hugo Barreto, disse que a ideia é fazer dessa intervenção uma marca, levando a comunidade a se apropriar da obra, pois “quando ela se apropria, ela cuida”. Ele informou que as próximas etapas serão a elaboração de um plano de trabalho e, em seguida, o lançamento e apresentação do projeto final, com a presença da direção da Vale, quando deve ser assinado o Termo de Cooperação Técnica entre os parceiros.

O titular da Seac, Ricardo Balestreri, também agradeceu a presença dos representantes da Vale e da equipe de arquitetos. Ele realçou a criatividade do grupo e acrescentou que vê como fundamental o cuidado tomado para que a comunidade se identifique e participe ativamente do projeto.