Oportunidade de vaga em curso superior mobiliza mais de 5 mil estudantes

11/08/2019 12h58 - Atualizada em 12/08/2019 11h01
Por Jeniffer Galvão (SECTET)

Provas aconteceram no município de MocajubaMais de 5 mil estudantes tiveram neste domingo (11), um dia especial. Foi o momento de tentar uma vaga em um curso superior, passo importante para a conquista de um futuro melhor. Essa oportunidade é oferecida pelo governo do Estado, por meio do Programa Forma Pará, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) e Universidade do Estado do Pará (Uepa), além de prefeituras e organizações de 14 municípios de várias regiões paraenses.

“Foi um domingo pra lá de especial. O maior presente para um pai é ver o filho tendo sucesso na vida, e é essa oportunidade que o governo do Estado dá a esses estudantes. A educação é o caminho mais consistente para a mudança de vida das pessoas”, enfatizou a secretária adjunta da Sectet, Edilza Fontes, que acompanhou de perto a realização da prova em Mocajuba, município da região do Baixo Tocantins. Ela manteve contato com a organização das provas, realizadas simultaneamente em 14 municípios, durante a manhã. “Tudo ocorreu com tranquilidade, dentro do esperado. Podemos dizer que essa etapa do programa foi um sucesso”, afirmou a secretária adjunta.

Além de Mocajuba, as provas foram realizadas em Augusto Corrêa, Bagre, Benevides, Curuçá, Goianésia do Pará, Gurupá, Melgaço, Portel, Redenção, Salinópolis, São João de Pirabas, Tucuruí e Viseu. O processo seletivo especial é realizado pela Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), que divulgará o gabarito da prova objetiva nesta segunda-feira (12) no site da Fundação (www.potalfadesp.org.br). O resultado final da seleção será divulgado no dia 22 de agosto.

Cursos e municípios - A oferta dos cursos foi decidida em negociação entre as prefeituras e associações e as universidades, levando em consideração a necessidade dos municípios e disponibilidade das instituições de ensino. “O objetivo do governo é levar cursos superiores a municípios onde não existem campi universitários ou onde os cursos não são ofertados pelas universidades. A maioria dos cursos ofertados é na área técnica, ou seja, bacharelado”, explicou Edilza Fontes.

Nessa primeira versão do "Forma Pará" serão formadas 20 turmas, cada uma com 50 vagas, totalizando 1.000 vagas. Nas provas realizadas neste domingo os candidatos concorrem a 900 vagas: 600 para a UFPA, nos cursos de Administração (Bagre, Viseu, Augusto Corrêa e São João de Pirabas); Turismo (Portel e Tucuruí); Engenharia Civil (Goianésia do Pará); Serviço Social (Curuçá, Gurupá e Mocajuba) e História Licenciatura (São João de Pirabas e Tucuruí). A Uepa oferta 200 vagas, sendo 150 em Educação Física (Benevides, Gurupá e Melgaço) e 50 em Geografia (Salinópolis), e a Unifesspa disponibiliza 100 vagas, divididas nos cursos de Engenharia Civil (Redenção) e Direito (Mocajuba).

Mosqueiro - Há ainda mais 100 vagas que estão sendo ofertadas pela UFPA nos cursos de História e Turismo, em Mosqueiro, distrito de Belém. O edital foi publicado em julho e as inscrições podem ser feitas de 16 a 22 de agosto pelo portal da Fadesp. Para essas vagas, a seleção será feita pela nota do Enem/2018.

“Estou muito grato ao governo do Estado, à Prefeitura de Viseu, por trazer para nós essa oportunidade de fazer um curso superior. Muitos não têm condições de sair daqui para fazer faculdade em Belém ou mesmo em Bragança. Essa é uma oportunidade que vem agregar muito aos jovens da nossa região”, ressaltou Danilo Soares, candidato a uma vaga no curso de Administração/UFPA, em Viseu.