Arcon divulga balanço de ocorrências durante os primeiros 15 dias de julho

18/07/2019 11h00 - Atualizada em 18/07/2019 11h18
Por Cybele Puget (ARCON)

Durante os primeiros 15 dias de férias escolares, a Agência de Regulação, Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-Pa), responsável por fiscalizar o transporte nos principais portos e terminais rodoviários do Estado, realizou cerca de 500 abordagens em veículos e emitiu 134 infrações.

O objetivo da ação é garantir uma viagem segura aos passageiros que se deslocam para os principais balneários dos municípios do interior do Pará durante o mês de férias escolares, quando a demanda de passageiros aumenta bastante.

Os principais problemas identificados pela fiscalização foram: embarque de passageiros em local não autorizado, atrasos nos horários de saída, usuários sendo transportados em pé, superlotações, condutor não autorizado para dirigir o veículo.

Durante as fiscalizações, os servidores observam o horário de saída das viagens, lotação dos veículos, documentação do motorista e do veículo, além da limpeza e condições dos pneus, para então liberar o ônibus a seguir viagem.

No Terminal Rodoviário de Belém, as principais autuações aplicadas pela equipe de fiscalização tem relação com a qualidade dos serviços oferecidos, atraso no horário de saída da viagem, estacionamento e embarques em local não autorizado. "A Arcon-Pa possui um posto de fiscalização fixo dentro do terminal rodoviário de Belém, no entanto durante o mês de julho quando a demanda aumenta nossa equipe é reforçada, para garantir aos passageiros uma viagem segura e sem contratempos", reforça Eduardo Costa – gerente do Grupo Técnico de Transporte Terrestre da Arcon-PA.

Para dar suporte e estabelecer um canal de conciliação entre o usuário e a empresa operadora, a equipe do grupo de trabalho de Ouvidoria da Arcon-PA possui salas de atendimento no Terminal Rodoviário e no Terminal Hidroviário de Belém. A Ouvidoria distribui folderes explicativos com orientações sobre os direitos dos passageiros.

O gerente do Grupo Técnico de Trabalho de Ouvidoria da Arcon-PA, Edmilson Souza revela que as principais dúvidas dos usuários são em relação a garantia do benefício da gratuidade às pessoas com deficiência, e aos direitos no caso de atraso no horário de saída da viagem. "É fundamental que o passageiro guarde o bilhete da passagem para que possa recorrer em caso de cancelamento da viagem ou outros problemas. Recomendamos também que o passageiro chegue com 30 minutos de antecedência do horário da viagem, principalmente nos casos de gratuidade", reforça Edmilson.

Operação Verão - A partir desta quinta-feira (18), a Arcon-Pa volta a intensificar as fiscalizações nos principais portos e terminais rodoviários do Estado. As equipes de fiscalização do Grupo Técnico de Transporte Hidroviário observam a qualidade dos serviços prestados aos usuários pelas empresas de navegação. As ações se concentraram nos portos do Henvil (Icoaraci e Arthur Bernardes), Camará (Salvaterra), Açaí Biruta (Belém), Ponta de Pedras, Barcarena (sede), São Francisco (Barcarena), Igarapé-Miri, Marudá e Algodoal.

Recebem reforço nas fiscalização os municípios de Vigia, Barcarena e o distrito de Mosqueiro. Desde o início de julho, as ações acontecem no Terminal Rodoviário de Belém e também nos municípios de Moju, Apeú, Santo Antônio do Tauá e Santa Izabel. 

Serviço: Denúncias, sugestões e informações podem ser feitas pelo 08000911717, ou pelo call center: 32421942, 32422455, 32422510, com atendimento no horário das 8h às 16h.